Turismo não sustentável - Los Roques, Venezuela

Los Roques é um Parque Nacional (portanto, teoricamente controlado e preservado), composto por cerca de 18 ilhas na costa da Venezuela. O cenário é tipicamente caribenho: água cristalina, com tonalidades do transparente ao azul turquesa, e uma variedade infinita de peixes.

O acesso se dá por avião a partir de Caracas, em um vôo de aproximadamente 30 minutos. Dentro do arquipélago, o transporte entre as ilhas é feito por barqueiros. Como não há estrutura para o receptivo aos turistas nas ilhas, com exceção de duas delas, os barqueiros levam consigo todo o material necessário para o dia de lazer – o qual, depois de usado, se transforma em lixo.

O problema é que não há qualquer orientação, seja ao turista ou ao barqueiro sobre o que fazer com o lixo. Não há um cartaz, um folheto, um alerta qualquer das autoridades. Nenhuma pousada fala com o turista, orienta ou sugere qualquer coisa. Ou seja, a população não tem a menor idéia do que está causando; os empresários locais não se mobilizam ou se preocupam e autoridades nem se dão conta do que ocorre.

Resultado: alguns turistas conscientes trazem o lixo de volta ao local onde estão hospedados. A maioria, não. Os barqueiros tampouco se importam com o lixo que é despejado nas mesmas ilhas cuja beleza lhes garante o sustento.

Ah, sim, existem representantes do poder público lá! Mas raramente eles se afastam da mesa de sinuca, instalada no posto onde trabalham, para percorrer as ilhas e checar o que está acontecendo. E mesmo mediante denúncia de turistas, não tomam qualquer atitude.

As fotos anexas, tiradas por uma brasileira que visitou o arquipélago neste carnaval, ilustram o que a falta de gestão do lixo pode causar ao ecoturismo.
________________________

Fotos e informações de Fátima Turci - http://www.recordnewstv.com.br/home.asp - economiaenegocios@recordnewstv.com.br

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...