O que esperar da votação do Código Florestal Brasileiro

Tudo indica que as negociações em torno do texto do novo Código Florestal Brasileiro prosseguirão para viabilizar uma votação nesta quarta, 4 de maio de 2011. E o que podemos esperar como resultado?

No mínimo, algo híbrido, que não vai contentar nem os ambientalistas, nem os ruralistas. Se isso acontecer, há chances de termos algo razoável e que pode ser um primeiro marco da jornada em direção a uma agropecuária mais sustentável. Porque se à indústria facultamos essa visão de processo em curso, é justo que o primeiro setor também seja tratado com igual critério.

Também há que se reconhecer que a função do Congresso, dentro de uma democracia, é representar a pluralidade da sociedade que o elege. Portanto, não há porque imaginar que em um processo democrático haja uma vitória total dos ambientalistas, por mais corretas e ilibadas que sejam suas razões. Da mesma forma, não há porque imaginar que essa versão do Código seja definitiva e imutável: podem haver mudanças subsequentes que o tornem um instrumento mais apto à preservação do ambiente. Por isso, todo avanço obtido será válido e deve ser encarado como primeiro passo, e não como movimento derradeiro.

Por fim, mas nem por isso menos importante, há algo que me faz ser otimista, ainda que cautelosamente otimista: o fato de que apesar de todo o poder e pressão da bancada ruralista, apesar da visão clara e entranhadamente desenvolvimentista da nossa Presidenta e de sua equipe econômica, apesar das divergências entre ministérios e apesar da pífia repercussão que esta votação está tendo (nem entrou nos trending topics do twitter), não há sinais de que a versão dos ruralistas vai passar intacta. São tão sérios os argumentos dos ambientalistas que eles estão se impondo ao longo das negociações, fortalecendo a figura da Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

E em meio a tanta balbúrdia, não custa registrar uma nota de falecimento: do PSDB, auto-intitulado oposição do governo e que tem se mantido totalmente silencioso, totalmente à parte da principal votação do Congresso deste momento. Nem no twitter oficial do partido achei alguma menção às negociações do Código Florestal - era como se simplesmente não existisse. Diante de tamanha insensibilidade em relação ao meio ambiente, chega a ser coerente o fato de que os tucanos (políticos, bem entendido...) estão em vias de extinção.

2 comentários:

  1. Perfeito!
    Beijo,
    Clau Nathan

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog! Eu tb fico intrigada com a morte do PSDB... impressionante!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...